Enem 2016: Os 10 assuntos mais comuns na prova de biologia

Enem 2016: Os 10 assuntos mais comuns na prova de biologia. Fique atento e saia na frente!

lixo: Rafael Cafezeiro e Eduardo Galves recomendam que o aluno saiba analisar de forma crítica os problemas ambientais relacionados ao lixo, como atração de pragas, contaminação do lençol freático e transmissão de doenças. O candidato não pode ser esquecer que trata-se de um problema provocado pela ação humana.

imunização: Segundo os professores, esse é um dos assuntos mais recorrentes e o candidato deve saber diferenciar imunização ativa e passiva. Na primeira, o corpo é estimulado a produzir anticorpos, com vacinas, por exemplo. Na segunda, o corpo recebe os anticorpos prontos, como soro, leite materno e via placentária. A imunização passiva é necessária e urgente.

água- problemas ambientais: Cafezeiro e Galves lembram que o aluno precisa ter em mente que a água é um dos recursos naturais mais importante. Ela é necessária para a vida, além de viabilizar a produção de alimentos, com a irrigação de lavouras ou na subsistência dos animais na pecuária. A poluição das águas significa impacto ambiental sistêmico.

Ciclo do carbono, nitrogênio e água: O tema é facilmente aplicado aos eventos que influenciam todo o planeta e por isso cai bastante. A dica dos professores é conhecer principalmente onde os ciclos começam, como acabam e os seres que participam de cada etapa. O ciclo do nitrogênio merece uma atenção especial por ser o mais complexo e mais cobrado.

Genética e mutações: De acordo com Cafezeiro e Galves, a genética que tem sido mais cobrada é a molecular e não a clássica, como leis de Mendel. Eles recomendam estudar temas como alterações na cadeia do DNA, síntese de proteínas e duplicação do código genético. Também é importante dominar aspectos externos da mutação, como radiação ou substâncias cancerígenas.

Fontes de energia: Os professores lembram que atualmente ecologia e economia costumam ser abordadas juntas, tornando comum questões que falam sobre as possibilidades verdes que podem ser aplicadas à matriz energética. É fundamental conhecer as vantagens e desvantagens de cada fonte de energia.

Respiração aeróbia e anaeróbia: Os candidatos precisam dominar as etapas que compõe a respiração celular (aeróbica e anaeróbica) e fermentação (etanólica e lática). O tema pode retratar o metabolismo de um organismo, como as alterações fisiológicas de um atleta em atividade física, ou as condições de um ecossistema, como as características de um lago eutrofizado.

Relações ecológicas desarmônicas: É importante entender as principais relações ecológicas para estar apto a resolver situações problemas. Para os professores de biologia do QG do Enem, as interações mais comuns são: competição, predatismo, parasitismo e mutualismo.

Teorias Evolucionistas: A interpretação de textos e tabelas permite a compreensão da interlocução entre evolucionismo e taxonomia. Assim, é essencial compreender as teorias evolucionistas (Lamarckismo, Darwinismo e Neodarwinismo) e a hierarquia taxonômica dos seres para avaliar as vantagens de diferentes adaptações.
Nucleo Celular: Cafezeiro e Galves lembram que a biotecnologia está cada vez mais presente no cotidiano, com reportagens e artigos científicos publicados frequentemente exigindo certo grau de entendimento em DNA recombinante, clonagem, fertilização in vitro e o uso de células-tronco. Os professores lembram que essas técnicas não podem ferir a ética médica.

Related Articles