MEC cria programa de apoio à implementação da Base Nacional do ensino fundamental

BNCC dá diretrizes para orientar a elaboração dos currículos das redes municipais, estaduais e federal de ensino, tanto nas escolas públicas quanto particulares.

A BNCC deverá orientar os currículos dessas etapas e estabelecer as habilidades e competências que devem ser desenvolvidas pelos alunos ao longo da educação básica em cada uma das áreas. A partir dela, os estados e municípios devem elaborar seus currículos, que serão implementados nas escolas. Segundo o MEC, no primeiro ano de execução, serão repassados às secretarias estaduais cerca de R$ 100 milhões para a implementação da BNCC.

O Ministério da Educação afirmou que vai investir, para permitir que estados e municípios implementem a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da educação infantil e ensino fundamental, homologada no ano passado.

A base é o documento que estabelecerá os conteúdos a serem ensinados nas escolas públicas e particulares brasileiras. As redes devem adotar novas referências para seus currículos até início do ano letivo de 2020.

Para receber a assistência financeira, os estados e o Distrito Federal deverão assinar o termo de compromisso e apresentar um plano de trabalho.

Segundo a portaria, a assistência financeira será proporcional à quantidade de estabelecimentos estaduais e municipais públicos de educação infantil e ensino fundamental em cada estado, segundo dados do último censo escolar.

Bolsas de estudo

O programa também vai conceder bolsas mensais de até R$ 1.100, no período de 18 meses, para apoiar a formação de integrantes das redes de ensinos que vão auxiliar a condução do processo de revisão, elaboração ou implementação das propostas curriculares das escolas.

Pasta pretende investir R$ 100 milhões para redes de ensino estaduais e municipais que apresentarem um plano de trabalho para aplicação do documento

 

 

Fontes: g1.globo.com / agenciabrasil.ebc.com.br

Related Articles